Sociedade Broteriana
Comemoração do 200º aniversário do nascimento de Moritz Willkomm

Vídeo de comemoração do 200º aniversário do nascimento de Moritz Willkomm. Elaborado em parceria pelo Arquivo de Botânica da Universidade de Coimbra, o Herbário da Universidade de Coimbra e a Sociedade Broteriana.

 

O fascínio das plantas desenhadas

O Arquivo de Botânica do DCV-UC e a Sociedade Broteriana associam-se à celebração do Dia Internacional do Fascínio das Plantas 2021 com um vídeo "O fascínio das plantas desenhadas"

Palestra no âmbito da exposição “Histórias de Expedições botânicas” - 22 Maio, 17h, no Museu da Ciência da UC

No próximo dia 22 Maio, a curadora do Herbário da UC, Fátima Sales, proferirá a palestra “Sisenando Marques: expedição ao Muata‑Ianwo”, seguida de visita guiada à exposição "Histórias de Expedições Botânicas", no âmbito da 21ª Semana Cultural da UC.

22 Maio, às 17h, no Museu da Ciência da UC

Caminho longo, obra imensa: O legado botânico de Júlio Henriques

Júlio Henriques (1838–1928) foi professor de botânica na Universidade de Coimbra durante 52 anos. A carreira foi longa, a obra imensa. O seu legado surpreende pela diversidade e excelência: fundou o Herbário, o Museu Botânico e a Sociedade Broteriana, promoveu o ensino, a biblioteca e o Jardim Botânico. Tinha para o Instituto Botânico uma visão moderna e estabeleceu importantes redes de partilha de conhecimento, no país e no estrangeiro. Os caminhos trilhados por J. Henriques são o mote para a exposição que recorda o homem e celebra a sua obra.

Dep. Ciências da Vida, de 12 Abril 2019 a 30 Setembro. Sessão inaugural: 12 Abril, 15h

Histórias de expedições botânicas

As expedições botânicas são viagens científicas cujo objectivo é explorar a flora de uma região. Os exemplares colhidos ao longo de séculos, integram herbários e são, ainda hoje, indispensáveis à investigação da diversidade vegetal. A exposição ilustra quatro expedições em África que decorreram entre finais do séc. XIX e os nossos dias e os trabalhos de quatro botânicos: Júlio Henriques (1903) e Jorge Paiva (1960-2018) a São Tomé, Sisenando Marques (1884-1888) e John Gossweiler (1902-1946) a Angola. A par da exposição decorrerá um Ciclo de Palestras. Na sessão inaugural, 15 Março às 16h 30m, palestra proferida pelo consócio Jorge Paiva.

Museu da Ciência, de 15 Março a 12 Abril 2019